Mensagens

17.11 - Remorso

Imagem
Remorso ... esse sentimento que é traduzido num arrependimento relacionado com algo que foi feito e não o devia ter sido ou algo que ficou por fazer ou por dizer. Um sentimento que lamentavelmente não consegue fazer o relógio voltar para trás de forma que as coisas possam ser remediadas nos casos em que isso é necessário ou para nos dar coragem ou força de vontade para fazer as coisas de outra forma.
As lágrimas podem lavar a face mas a alma está empobrecida, está envolta num nevoeiro denso, e certamente que não terão capacidade para sarar as tuas feridas nem desfazer o teu sofrimento e muito menos o teu desaparecimento. Por vezes tudo se resume a uma certa ingratidão, a uma insensibilidade, uma falta de carácter, de personalidade.


17.10 - O Remorso de Baltazar Serapião - VHM

Imagem
Este foi o terceiro livro de Valter Hugo Mãe que li e mais uma vez, não desiludiu, antes pelo contrário.
Tal como grande parte das pessoas, sem treino em leituras de saramago (curiosamente este livro venceu o prémio saramago em 2007...e creio que não teve só a ver com a forma como está escrito, embora isso possa ter contribuído para tal), dei de caras com uma escrita um pouco diferente em termos de pontuação e do português propriamente dito. No entanto, após algumas páginas isso deixa naturalmente de ser um entrave e acaba por contribuir para transformar a leitura desse livro numa experiência de leitura diferente.

Muitas vezes leio a sinopse de um livro e fico com vontade de o ler...até que chega o dia de o começar a ler e nem sequer recapitulo a sinopse. Depois, é frequente acontecer acabar de ler o livro e ir ler de novo a sinopse como se tivesse o intuito de a analisar e responder à questão "será que isso corresponde ao que li?!". Isso aconteceu também com este livro e poss…

17.9 - Crónica do Pássaro de Corda - Haruki Murakami

Imagem
Ultimamente acabar um livro de Murakami tem sido sinónimo de dispersão. Isto porque já se tornou quase normal ficar sem saber bem o que pensar, pois já sendo indeciso de mim, vejo-me a tentar fazer um balanço do que foi a leitura do livro.
O que me faz acreditar ou saber que gostei do livro, é talvez a sensação de ter a certeza que não foi tempo perdido aquele que dispensei para a leitura desse livro ... sobretudo considerando que demorei mais tempo do que o habitual para o ler...ainda para mais tratando-se de uma edição de bolso...com letrinhas mais miudinhas.
Se por um lado é verdade que por vezes gostaria que certas coisas fossem talvez um pouco menos abstractas ou surreais, sendo portanto passíveis de terem uma explicação razoável, por mais pequena que fosse no âmbito da razão, por outro sei que esses aspectos acabam por ser também aquilo que contribuem, em grande medida, para a experiência que é ler um livro de Murakami.
Neste livro Crónica do Pássaro de Corda não faltam peripécias…

17.8 - Uma partida de Ping Pong em standby

Imagem
Tropecei ao acaso nas palavras que se seguem abaixo e que fazem parte de uma partida especial de Ping Pong que ficou suspensa algures no tempo. Elas datam já de alguns anos a esta parte e ao relê-las, fiquei na dúvida se a jogada estava do meu lado do campo ou do lado do campo da pessoa que me fazia companhia nessa partida especial, pois como já se passou tanto tempo, foi quase como se tivesse sido a primeira vez que punha os olhos nessas palavras que, fora do seu contexto e da história a que dizem respeito, podem não dizer quase nada. 

"Ao pedir para falar com o Dr. Karl, a enfermeira fez uma cara de espanto, como se falar com o Dr. Karl pudesse ser uma coisa de outro mundo. Ela repetiu a minha pergunta como se não tivesse ouvido bem, pelo que respondi "sim, com o Dr. Karl".
- Lamento minha Senhora, mas infelizmente tenho más notícias para lhe dar. O Dr. Karl foi encontrado sem vida na sua vivenda. - Disse a enfermeira.
- O quê?! Oh não! - A minha reacção de surpresa n…

17.7 - Frases e verdades

Cruzei-me com o pequeno texto que se segue e que é constituído por algumas constatações que podem parecer cliché,  mas que valem a pena serem relembradas de vez em quando porque na verdade faria bem se todos tivessem isso em mente com mais frequência.

Quando um pássaro está vivo, ele come as formigas, mas quando o pássaro morre, são as formigas que o comem. 
Tempo e circunstâncias podem mudar a qualquer minuto. Por isso, não desvalorize nada em sua volta. Você pode ter poder hoje, mas, lembre-se: O tempo é muito mais poderoso que qualquer um de nós! 
Saiba que uma árvore faz um milhão de fósforos, mas basta um fósforo para queimar milhões de árvores.
Portanto, seja bom! Faça o bem! 
"O tempo é como um rio. Você nunca poderá tocar na mesma água duas vezes, porque a água que já passou, nunca passará novamente. Aproveite cada minuto de sua vida e lembre-se: Nunca busque boas aparências, porque elas mudam com o tempo. Não procure pessoas perfeitas, porque elas não existem. Mas busque aci…

17.6 - a never ending life

Imagem
Há músicas cuja letra pode dizer apenas quase nada, ou pode dizer um pouco, mas ainda assim consegue ficar-nos no ouvido ou na cabeça ou onde quer que seja...outras existem que, para além de estarem em modo replay dentro de nós, dispõem ainda de uma letra que acaba por ser certeira. Esta que aqui fica talvez se enquadre mais na primeira categoria, pelo menos nesta fase.  
And I don't want a never ending life I just want to be alive while I'm here And I don't want to see another night Lost inside a lonely life while I'm here